sexta-feira, 21 de setembro de 2012

POESIA



Embriagada
Com o corpo suando,
A poeta viaja
Em suas angústias amadas,
Com uma rosa sonhando
Ser a estrela do jardim.

Não há nada
Mais lindo
Do que um poema
Molhado de vinho,

A caneta rolando no chão
O papel manchado

E a poeta em pétalas
Desabrochando
No assoalho.



ADRIENNE KÁTIA SAVAZONI MORELATO