segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

VESTIR VOCÊ


Já não sonho.
Essa vontade de te ver
me deixa  insone. 
Me pego me arranhando,
sem saber o que me resta,
tudo que eu tinha
era você.

Já não gosto do sol
da chuva no telhado,
nem das andorinhas das manhãs
na nossa janela.
Não ligo as luzes, as arandelas,
para escolher as nossas roupas
combinar seus sapatos,
-vestir você

Já não canto
não faço melodias
nem pinto aquarelas
com desenho dos teus olhos.
Não mais me encanto,
nada na vida é tanto,
pra ter motivo de sorrir,
-seguir sem você.


Marcos tavares