terça-feira, 4 de novembro de 2014

PALAVRAS DE AMOR

Toda paixão embolora,
deixa solidão, leva felicidade,
faz estragos lá dentro
quando vai embora

Toda paixão desestrutura,
muda nossos rumos, subjuga,
decide de repente desagregar,
ser insensata, criar ruptura.

Toda paixão desafora,
acaba em si mesmo,
impõe outra realidade,
embriaga de saudade
e nos devora.

Toda paixão é letal
amesquinha, desarvora,
faz perder o chão,
vai definhando o coração,
como um temporal.
 
Toda paixão é vendaval,
desconhece o amanhã,
se encanta por outras canções
e parte sorrateira, deixando
os nossos olhos distantes
se perderem em horizontes,
junto com pingos de chuva
que escorrem pela janela,
esperando amanhecer
e deixar de doer.

Toda paixão pode voltar,
num olhar mais demorado,
nas cores vivas de um cetim,
em coisas imprevistas, banais,
como os versos de uma melodia
ou a pele perfumada de um abraço,
sentido sem querer

Cuide com zelo,
pode ser amor
e querer ficar,
curar danos antigos,
encontrar as palavras de amor
que se perderam
lançadas ao chão repartidas,
desalinhadas sem perceber,
por ilusões que ainda doem
em paixões que já partiram.





Marcos tavares