segunda-feira, 1 de agosto de 2016

RIMAS ESQUECIDAS

Não há mais lírios, 
não resisto mais
ao delírio que me aventuro.
Não vi porto seguro 
onde caminhei,
nem vi brilhar em mim 
aquilo que eu procurei.

Não há venturas
Sem você eu só vejo despedidas
eu me nego seguir sozinho este caminho
e entrego sem apego o meu destino,
nas rasuras destas rimas esquecidas.

Mas ainda eu brigo
há batalhas que ainda podem ser vencidas
Eu preciso do seu braço nesta luta
pra fazer do nosso mundo
um pouco mais florido,
E sonhar ver o teu brilho colorindo 
o amor que sinto ainda 
dentro de mim.


Marcos tavares